Os desafios da inovação em empresas familiares

Os desafios da inovação em empresas familiaresInovar em empresas familiares pode ser mais eficiente do que em negócios não familiares, aponta publicação da Harvard Business Review.

A inovação tem sido assunto constante nas conversas de empresários e profissionais de todas as áreas do mercado. Se buscarmos no dicionário, inovar pode ser entendido como “tornar novo; renovar, restaurar; introduzir novidade em; fazer algo como não era feito antes”. Atentos à definição, é possível entender que a inovação não é característica exclusiva de grandes empresas ou uma proposta inalcançável. Muito pelo contrário.


Em empresas familiares, existem alguns desafios que podem – e devem! – ser superados.

É comum criarmos um estereótipo de que empresas familiares são mais engessadas, quadradas, tradicionais e, portanto, pouco inovadoras. Isso pode ser resultado de diversos fatores, entre eles:


1. Receio de assumir riscos: os proprietários são mais criteriosos com os investimentos, realizando-os apenas após a certeza de que trarão resultado positivo para a empresa.


2. Falta de percepção do funcionamento de outras empresas além da própria: muitos proprietários nunca trabalharam em outras empresas além da sua, o que pode trazer dificuldades em mudar processos. No entanto, quando existe um pensamento inovador, o conhecimento profundo sobre o segmento e as relações consolidadas com stakeholders podem ser grandes aliados da inovação da empresa.


3. Não entendimento de cada colaborador sobre o seu papel dentro da empresa: se as pessoas não entenderem seu papel nos resultados e objetivos esperados, dificilmente haverá um ambiente propício a novas ideias.


Os dados que apresentamos aqui podem ser conferidos no artigo divulgado pela Harvard Business Review, intitulado Research: Family Firms Are More Innovative Than Other Companies. De acordo com a publicação, negócios familiares investem menos em inovação, mas quando o fazem, são mais precisos e eficientes. Confira um trecho da pesquisa:


“As descobertas, publicadas no Academy of Management Journal, mostram que as empresas familiares investem menos em inovação do que outras empresas (públicas e privadas) que não são de propriedade familiar. Em média, as empresas familiares têm um orçamento menor de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) do que outras organizações de tamanho semelhante, mas isso não significa que sejam menos inovadoras. Pelo contrário, nosso estudo descobriu que as empresas familiares são mais eficientes em seus processos de inovação. Para cada dólar investido em P&D, eles obtêm resultados mais inovadores, medidos pelo número de patentes, número de novos produtos ou receita gerada com novos produtos. O nível de inovação é maior nas empresas familiares.”


Como colocar em prática?

1. Reveja a cultura da empresa e torne possível a execução de novos pensamentos e ideias. Em empresas familiares, o sucessor tem um papel fundamental nesse caso.

2. Invista em um relacionamento transparente com colaboradores e demais stakeholders da empresa. Ouça o que os colaboradores têm a dizer.

3. Deixe claro o papel de cada colaborador nos resultados e objetivos da empresa, dando espaço para que todos possam sugerir novas formas de fazer as coisas.

4. Aproveite o seu conhecimento sobre o segmento e veja dados do mercado e dos concorrentes. Um estratégia bem estruturada é fundamental para bons resultados.


A inovação em empresas familiares pode ser muito mais eficiente do que você imagina. A questão é: o que você tem feito para isso acontecer?

Entre em contato e saiba como impulsionar a sua empresa de malharia retilínea
Entre em contato





contato

Rua Padre Cornélio, 45 - Galeria VestMinas, Sala 33 - Centro - Monte Sião (MG)



(35) 3465-5060
(35) 99105-3326